domingo, 12 de julho de 2020

Turismo acumula enormes perdas durante pandemia e recuperação será lenta

Com aviões no chão, hotéis operando a baixa capacidade e vendas de pacotes praticamente paradas, o setor de turismo já soma perdas de R$ 122 bilhões de março a junho. O montante é equivalente a mais de três meses de faturamento do setor, estimado em R$ 40 bilhões, segundo a CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). Na avaliação da entidade, pode levar até 2023 para que o setor retome o nível de receitas de 2019, antes da pandemia do coronavírus. Estudo da FGV de junho, por sua vez, calcula que o setor pode retomar o nível anterior à pandemia no verão de 2022, mas levaria até o fim de 2025 para recuperar as perdas acumuladas no biênio de 2020 e 2021. Somente em junho, a CNC estima que o setor de turismo tenha somado perdas de R$ 34,2 bilhões, após deixar de faturar R$ 37,5 bilhões em maio, R$ 36,9 bilhões em abril e R$ 13,4 bilhões em março. Folhapress.

sábado, 11 de julho de 2020

Taxa de iluminação pública sendo cobrada dos mais pobres

Os consumidores de energia elétrica, cadastrados na Tarifa Social da Celpe, se consumir 80 KWh por mês, vai ter que pagar a Taxa de Iluminação Pública, que é repassada para a Prefeitura da Cidade do Recife, em Pernambuco. Um absurdo em todos os sentidos. É tirar daqueles que nada tem. Diante deste quadro caótico em razão do codiv-19, onde dinheiro está mais difícil de se conseguir, é o fim da picada e matar os mais necessitados de fome, pois o que ganha vai ser só para pagar esta taxa ridícula. A prefeitura deveria deixar de cobrar esta taxa para o bem de todos. Foto: Firmino Caetano Junior. Recife/PE.